Home»Cidadania & Meio Ambiente»Em evento, SP debate Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Em evento, SP debate Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

3
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Encontro reuniu representantes de secretarias de Estado, do Governo Federal, de ONGs e especialistas sobre o tema

Solenidade marcou o lançamento da campanha que discute o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Foto: Divulgação

A sede da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo foi palco, na última terça-feira (15), da solenidade que marcou o lançamento da campanha que discute o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), chancelados pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em 2015, mais de 190 países, incluindo o Brasil, assinaram a Agenda 2030, com apresentação de 17 objetivos e 169 metas para tratar do tema.

O encontro reuniu representantes do Governo Federal, de secretarias de Estado, de ONGs e especialistas sobre o tema, com participação de representantes da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo.

O fortalecimento dos meios para estimular a parceria global para o desenvolvimento sustentável é objetivo número 17, que foi o principal ponto dos pronunciamentos da mesa de abertura do evento. A representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Rose Diegues, ressaltou que os objetivos trabalham com as dimensões social, econômica e ambiental.

“Os 17 tópicos foram construídos com o sucesso dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, com a inclusão de temas como mudança global do clima, desigualdade econômica, inovação, consumo sustentável, paz e justiça. Os objetivos são interconectados e o sucesso envolve o combate a temas que estão associados a outros objetivos”, destaca Rose Diegues.

Agenda

A representante do PNUD convidou os participantes a visitarem a plataforma 2030 no site da instituição. Lá estão disponíveis, entre outros, assuntos como água, gênero, mudanças do clima, inovação, energia e saúde.

“Hoje, estamos com todo o Sistema Ambiental aqui para lançar a meta número um: semear as ideias que estão nos 17 objetivos e semear que há uma agenda para o planeta. Porque, nas forças temáticas da sustentabilidade, é importante que cada cidade, estado e país faça sua agenda, que não é territorial. Elas suplantam a questão territorial, o conceito de estado e nação”, ressalta o secretário do Meio Ambiente, Maurício Brusadin.

A campanha “Meio Ambiente e os ODS” será conduzida pela Assessoria Internacional da Secretaria do Meio Ambiente. A área será responsável por convocar todo o sistema para abraçar o maior número de objetivos.

O coordenador de Saneamento da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos, Américo Sampaio, apresentou uma série de indicadores relacionados ao ODS 6 (sobre disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos). “As metas desse objetivo estão relacionadas diretamente às atribuições e atividades da pasta. Assim, iniciamos um programa com outras secretarias de acompanhamento e monitoramento, para o qual propusemos indicadores e apontamos os órgãos responsáveis”, revela.

O assessor de Relações Internacionais da secretaria, Patrick Johann Schindler, também destacou a importância do evento. “A maneira mais efetiva de internalizarmos o assunto será por meio dos nossos programas e projetos. A ideia é incluir a Agenda 2030 e alinhá-la ao escopo de nossas ações, programas e projetos em vigor por meio de adaptações necessárias para atingirmos resultados mais eficazes”, avalia.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

1 – Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares
2 – Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável
3 – Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades
4 – Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos
5 – Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas
6 – Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos
7 – Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia, para todos
8 – Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos
9 – Construir infraestruturas resistentes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação
10 – Reduzir a desigualdade entre os países e dentro deles
11 -Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis
12 – Assegurar padrões de produção e consumo sustentáveis
13 – Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos
14 – Conservação e uso sustentável dos oceanos, mares e dos recursos marinhos, para o desenvolvimento sustentável
15 – Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra, e estancar a perda de biodiversidade
16 – Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis
17 – Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

 

Com informações do Portal do Governo de SP

Post Anterior

Cientistas desvendam por que a Torre de Pisa continua em pé, após mais de 600 anos e 4 terremotos

Próximo Post

Nasa lança missão para estudar o degelo e o movimento da água na Terra

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *