Home»Cidadania & Meio Ambiente»Desafios da Nação reúne propostas para o crescimento sustentado

Desafios da Nação reúne propostas para o crescimento sustentado

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

 

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) lançou o projeto Desafios da Nação, que tem como foco a promoção do desenvolvimento nacional por meio da elevação da produtividade.

Segundo o Ipea, o projeto contempla quatro objetivos convergentes: assegurar o aumento contínuo da renda real por habitante; promover a plena inclusão social; desenvolver e absorver tecnologias estruturantes; e promover em todas as áreas socioeconômicas e estruturais a produtividade e a competitividade dos fatores de produção.

“Trata-se de um trabalho com um único objetivo que unifica todos os demais considerados importantes: triplicar a produtividade dos fatores de produção em uma geração”, disse Ernesto Lozardo, presidente do Ipea.

Segundo o instituto, os estudos que serviram de base ao projeto estimam que é factível prever a recuperação dos níveis de investimentos privados para cerca de 3% ao ano; elevar a taxa de produtividade de 0,5% ao ano para 1,5% ao ano e a taxa de crescimento para em torno de 3% ao ano, no período de uma geração.

As propostas contidas no projeto vão subsidiar a elaboração do Plano Plurianual (PPA) e partem da premissa de realização das reformas fiscal, trabalhista, previdenciária e tributária. Ao Ipea, em conjunto com equipes do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, cabe o papel de monitorar a implementação das medidas propostas.

A publicação contém proposições relativas a 16 grandes áreas: crescimento econômico, regime fiscal, mercado de trabalho, reforma da previdência, reforma tributária, financiamento do desenvolvimento, educação básica, educação superior, saúde, risco regulatório, modelo de concessão, pesquisa e inovação, petróleo e gás, energias renováveis, inserção internacional e sustentabilidade.

O projeto ressalta a importância da oferta de postos de trabalho mais qualificados. As recomendações para a melhoria da educação básica passam pelo aprimoramento das bases curriculares, tornando-as mais flexíveis e adaptáveis, pela mudança na formação dos docentes e revisão de sua carreira e pelo acompanhamento e avaliação de iniciativas locais bem-sucedidas. O ensino técnico também deve ser mais flexível e próximo das necessidades do mercado de trabalho.

Para a educação superior, recomenda-se avaliar a viabilidade de implementação, no Brasil, do chamado “modelo de Bolonha”, que consiste de três ciclos distintos de formação: cursos vocacionais e preparatórios para graus universitários, formação profissional e estudos avançados. Pesquisa e Inovação foram igualmente analisadas. Dentre as propostas, estão a possibilidade da celebração de acordos de cooperação e de remuneração adicional ao docente com características empreendedoras, além da ampliação do investimento público em pesquisa e desenvolvimento orientado a resultados.

Desafios da Nação destaca que há grande potencial para aceleração do crescimento econômico a partir de reformas fiscais que envolvam mudanças no sistema tributário e no padrão de despesas públicas, mantendo o equilíbrio orçamentário.

Ao todo, a publicação envolveu 40 pesquisadores do Ipea e 37 pesquisadores externos, com a realização de 32 oficinas temáticas sobre os temas trabalhados e 36 artigos de apoio.

Desafios da Nação está disponível para download gratuito, acompanhada de dois volumes com artigos de apoio.

As publicações podem ser baixadas em: https://goo.gl/9ZjaT. 

Com informações da Agência Fapesp

Post Anterior

Agrishow 2018 expõe tecnologias de controle biológico em flores

Próximo Post

Disque 100 registra 142 mil denúncias de violações em 2017

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *